Por que espirramos? Especialista explica

Samanta Dall´Agnese

Escrito por
Samanta Dall´Agnese

Otorrinolaringologia – CRM 137576/SP

Por Especialistas – Em 18/6/2019

compartilhar

salvar

compartilhar

Já percebeu que você praticamente não tem controle quando seu organismo decide espirrar? Isso ocorre porque o espirro é um reflexo que nosso organismo utiliza para limpar as vias aéreas.

Quando alguma substância estranha como poeira, pólen, partículas de fumaça, entra pelas narinas, irrita a mucosa nasal. Neste momento é disparado um sinal ao organismo de que é preciso limpar o nariz. As pessoas com histórico de alergias são mais susceptíveis. O espirro é um dos primeiros e mais importantes mecanismos de defesa do organismo contra a entrada de bactérias e vírus.

Saiba mais:

Rinite alérgica pode ser prevenida com medidas simples

O que acontece durante o espirro?

Quando uma partícula estranha é detectada nas narinas, o nervo trigêmeo é estimulado. Este nervo é responsável pela sensibilidade de grande parte da cabeça e pescoço, incluindo toda a cavidade nasal, dentes e parte da língua.

Uma vez estimulado, o nervo trigêmeo leva sinais elétricos ao cérebro. Este, por sua vez envia sinais ao organismo para preparar para a contração muscular que acontece durante o espirro.

O diafragma sofre uma contração, que leva a uma pressão dos pulmões para expelir o ar com força pelas narinas, e com isso eliminar as substâncias indesejáveis ao organismo.

Quais são os estímulos para espirrar?

Os principais gatilhos são partículas indesejáveis à mucosa nasal, como sujeiras, cigarro e pólen, além de microorganismos como bactérias, vírus e fungos.

Contudo, há pessoas que apresentam espirros com outros gatilhos, como a luz do sol, ou estímulos na face como aplicar maquiagem nos olhos ou sobrancelhas. Esses gatilhos não são bem compreendidos pela ciência ainda.

Provavelmente estas pessoas tenham vias cruzadas que ligam o nervo trigêmeo ao cérebro, permitindo que não apenas estímulos nasais mas de outras áreas estimulem o espirro.

O que devo fazer quando tenho vontade de espirrar?

O ideal é deixar que o espirro ocorra. Tampar as narinas no momento do reflexo do espirro causa uma pressão interna nas narinas que pode repercutir nos ouvidos e nos seios da face. Tão importante quanto isso é proteger os outros do conteúdo do espirro. Usar um lenço, ou mesmo proteger com o antebraço na hora, são válidos, e lavar as mãos logo em seguida, especialmente se você estiver em um quadro viral, como resfriado ou gripe.

Quando o espirro passa a ser um problema?

Como falamos, espirrar de vez em quando é bastante comum, um processo de limpeza do organismo. Mas quando isso se torna frequente, ou sempre que entramos em um ambiente ou em contato com alguma substância (por exemplo odores fortes), processos alérgicos e infecciosos precisam ser investigados e tratados.

O espirro também pode causar sangramentos nasais, em geral de pequena repercussão. Pessoas que têm tendência a sangramentos ou que vivem em locais de clima seco, podem notar que o nariz sangra com mais facilidade durante espirros. E quem sofre de dores de cabeça, e mesmo enxaqueca, pode ter um desconforto a mais quando espirram.

Uma medida recomendada para todos é lavagem nasal com solução fisiológica, que ajuda a fazer limpeza das narinas. Mas se o espirro for frequente, incômodo, é recomendado buscar auxílio de um profissional otorrinolaringologista para avaliar.

Veja Abaixo mais Postagens sobre Saúde Vida e Bem Estar que Separamos para Você!

You may also like...

Scroll Up