Lesões mais comuns ao se exercitar: quais são e como tratar

Bernardo Sampaio

Escrito por
Bernardo Sampaio

Fisioterapia – CREFITO 3:125.811F/SP

Por Especialistas – Em 17/6/2019

compartilhar

salvar

compartilhar

Lesões mais comuns conforme o nível de impacto

Se a atividade física for realizada sem a supervisão de um profissional e executada de maneira inadequada, podem ocorrer diversas lesões. Em atletas amadores é muito comum lesões de menisco (cartilagem na região do joelho) e de ligamentos do joelho.

Saiba mais:

Dor nos joelhos pode ser lesão no menisco

No público feminino são frequentes as dores no joelho durante as atividades do dia a dia, geralmente associada a uma alteração de movimento da pelve, região que divide a coluna lombar e as pernas.

Já em atividades de impacto (como corrida, treinos de salto, vôlei e tênis) lesões na coluna vertebral, quadril, panturrilha ganham destaque.

Incômodo x dor: como identificar?

O primeiro passo é entender em qual momento aparece o incômodo. Se ele vier seguido de alguma atividade física, é normal que o corpo só esteja dando um aviso que houve algum tipo de exagero.

Saiba mais:

Não é porque os músculos doem que o treino funciona

Agora, se a dor persistir por vários dias ou se ela aparecer depois de atividades rotineiras (como andar, subir escada, dirigir, entre outros), este é o momento de intervir e ir imediatamente ao médico. A intervenção precoce evita com que a dor se torne crônica. Desta forma, o tratamento tende a ser mais rápido, visto que os sintomas podem estar relacionados a uma inflamação ou de uma pequena sobrecarga.

Com ajuda profissional, o paciente receberá dicas e orientações de como fazer atividades rotineiras, correr e agachar, além de indicações para fazer o uso de bandagem, tira e joelheira; e ainda aprender as maneiras corretas para se utilizar gelo ou água quente.

Previna-se de lesões conhecendo seu corpo

Por isso, mais do que conhecer quais são as principais lesões ao praticar atividade física, é importante conhecer o seu corpo e quais músculos são exigidos para o exercício que você pretende fazer, de modo a realizá-lo da melhor maneira e com um preparo adequado.

A prevenção deve ser feita através de exercícios específicos e boa orientação no pré-treino. Um bom aquecimento pode ajudar, mas o que vale mesmo é manter o corpo sempre em movimento, fazendo uma atividade específica para prepará-lo. Exercícios de fortalecimento, mobilidade e coordenação são bons nisso. Uma dica importante é: só realizar alongamento não previne lesão!

Câimbras não são lesões: entenda

Câimbras após treinos pesados podem ocorrer devido à fadiga muscular ou mesmo devido à desidratação. Assim, ela não é um tipo de lesão, mas sim uma condição momentânea.

Estiramento muscular x contratura

Outro ponto importante para destacar é a diferença entre contratura e estiramento muscular. A contratura é uma lesão que ocorre por excesso de contração muscular na região, não necessariamente rompendo fibras musculares.

Já o estiramento muscular é uma lesão muscular, em que ocorre um rompimento de fibras e, nos casos mais graves, pode até ocorrer desligamento do tendão no osso. Da parte ligamentar, as lesões geralmente ocorrem por trauma e são bem comuns na torção de tornozelo, onde por vezes o ligamento sofre um estiramento somente ou às vezes, dependendo da gravidade do trauma, pode ocorrer ruptura. Nesse caso a identificação, além do exame clínico, é feita por exames de imagem (como raio-X, ultrassom, ressonância ou tomografia, por exemplo).

Por isso, o acompanhamento com profissionais da saúde é essencial para evitar lesões severas e afastamento das atividades físicas.

Abraços e até a próxima!

Veja Abaixo mais Postagens sobre Saúde Vida e Bem Estar que Separamos para Você!

You may also like...

Scroll Up