qual o tamanho do impacto do diabete para o Coração | Saúde é Vital

Saúde Responde Tudo

O que fazer quando a pressão insisite em não descer? (Foto: Gustavo Arrais/)

Calcula-se que uma em cada duas mortes entre pessoas com diabete no mundo seja atribuída às doenças cardiovasculares. O problema da sobrecarga de glicose na circulação é que ela gera um processo inflamatório nada favorável aos vasos. A inflamação é um dos requisitos básicos para o surgimento das já citadas placas por trás do entupimento das artérias.

Além disso, a resistência à insulina típica do diabete tipo 2 — quando o hormônio não consegue fazer a glicose ser aproveitada pelas células — atrapalha a dilatação dos vasos, incitando um aumento da pressão. Tudo isso ajuda a entender por que a doença é capaz de danificar as artérias do coração.

Leia também: Diabete antecipa um infarto em 15 anos

Para prevenir desfechos piores, o plano de ação inclui rever os hábitos alimentares, movimentar o corpo e aderir às prescrições do médico. O melhor é que boa parte desses ajustes se reverte não apenas em um melhor domínio sobre os níveis de glicose.

Eles ajudam a contra-atacar outros fatores de risco cardiovascular que andam de mãos dadas com o diabete, caso do excesso de peso e da pressão alta. A sintonia com as orientações do consultório e o empenho para aderir a comportamentos saudáveis compensam para o músculo cardíaco.

Veja Abaixo mais Postagens sobre Saúde Vida e Bem Estar que Separamos para Você!

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze − 9 =

Scroll Up