Grávida quase morre depois que chute do bebê rompe seu útero

Escrito por Redação

Redação Minha Vida

Em 19/10/2017

compartilhar

salvar

compartilhar

A gravidez é um momento muito especial para todas as mães, onde qualquer problema é capaz de gerar grande preocupação. Uma mulher grávida de 35 semanas quase morreu depois que seu bebê chutou com tanta força que a parede do útero de mamãe se rasgou.

No dia 2 de outubro, a chinesa identificada como Zhang acordou com fortes dores abdominais e decidiu ir ao hospital. Ao realizarem exames iniciais, os médicos do Hospital da Universidade de Pequim, em Shenzhen, notaram que ela apresentava alterações na pressão sanguínea, pulsação e respiração, suspeitando de ruptura no útero.

Por esse motivo, eles decidiram realizar um ultrassom que confirmou o diagnóstico. Contudo, a razão para esse ruptura havia sido o bebê, na imagem os especialistas ficaram chocados ao verem uma das pernas da criança do lado de fora do órgão.

Saiba mais:

Gravidez após os 40 anos pode representar risco ao bebê

Rapidamente, os médicos levaram Zhang ao centro cirúrgico para uma cesariana de emergência, já que essa situação elevou o risco de infecção tanto para a mãe como para o bebê. Apesar de ser considerado um procedimento de risco, a cirurgia ocorreu normalmente, e a mãe e o bebê passam bem.

Após a operação, foi confirmado que a perna do feto estava cutucando a cavidade abdominal da mãe, passando por um corte de sete centímetros no útero. O caso foi noticiado pelo hospital em um rede social chinesa.

O histórico médico da mulher revelou ela havia passado por uma cirurgia em 2016 para a retirada de um mioma uterino. Desta forma, o procedimento pode ter deixado cicatrizes no tecido do útero, facilitando o rompimento.

A ruptura uterina pode ser fatal, e requer uma cirurgia de emergência para retirada do bebê. O obstetra Michael Cackovic, do Centro Médico Wexner, da Universidade Estadual de Ohio, explicou que cirurgias anteriores no útero deixam cicatrizes que se afinam com o crescimento do órgão durante a gestação, podendo provocar a ruptura.

No entanto, o especialista não acredita que um chute do bebê possa ter provocado o rompimento, mas sim que isso tenha acontecido naturalmente. “Mas certamente é possível que um chute possa ter sido o último impulso para atravessar essa camada”, comentou o obstetra.

Veja Abaixo mais Postagens sobre Saúde Vida e Bem Estar que Separamos para Você!

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 − 7 =

Scroll Up